quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Enquanto “Carrossel” gira, “Balacobaco” entontece



“O mundo dá voltas” é um dos ditados mais antigos e aí está “Carrossel” para confirmar. A adaptação nacional do clássico mexicano provocou uma verdadeira reviravolta nos índices de audiência e deu um giro em “Balacobaco”.

Há um ano seria impossível imaginar que a estreia de uma novela na Record daria menos Ibope que alguma produção do SBT, porém foi exatamente isto que aconteceu na quinta-feira (04/10) quando a nova novela de Gisele Joras estreou com a missão de elevar os terríveis números deixados por “Máscaras”.

Meses atrás, “Carrossel” foi lançada sem grandes pretensões, a expectativa era que o folhetim alcançasse médias de 7 ou 8 pontos. O SBT que se diz a TV mais feliz, deveria mudar seu slogan para “a TV mais humilde”. O remake de Íris Abravanel se transformou num sucesso imediato sem precisar apelar para a classe C, violência, sexo e nem para mudanças na grade de programação.

Já “Balacobaco” chegou apelando para tudo que tinha direito. A primeira cena exibida foi o sonho do vilão matando seu sócio com um tiro, embora a sequência tenha sido feita com animação, a temática era violenta. A segunda cena mostrou Bárbara Borges e Bruno Ferrari na cama com roupa íntima. Visando a classe C, a trilha sonora copiou o que “Avenida Brasil” tem de pior: músicas com letra pobre. E para alavancar a audiência do primeiro capítulo, a Record mudou sua grade colocando o filme “A Era do Gelo”. Só não apelou para os santos, porque Edir Macedo não deixa.

Mesmo com tanto desespero, a estreia marcou somente 8 pontos, a mais baixa desde 2004, e perdeu nos décimos para o SBT; o segundo capitulo marcou 6 e a reprise exibida sem aviso no sábado chegou a antipico de 2 pontos. Talvez os números subam quando os atores, a direção e o texto encontrarem o tom correto. O que se viu até agora foi uma mistura exagerada de humor forçado, violência mal contextualizada e insinuações sexuais gratuitas.

“Carrossel” fez o mundo da audiência girar, mas é “Balacobaco” que deixa o telespectador tonto.


Fonte: POP

Nenhum comentário:

Postar um comentário

-Comentar é uma coisa, Xingar é outra, Tenha respeito.
-Os comentários publicados no blog são de responsabilidade de seus autores e não representam, necessariamente, a opinião do Fã Clube

Postar um comentário